Reforma da Previdência

20/03/2019 por Roberto Infanti Deixe um comentário »

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Quando foi proposta a reforma da previdência, foi enfiado goela abaixo do trabalhador o modelo que o governo entendeu que seria o adequado para “salvar” a previdência.

Em nenhum momento foi perguntado a opinião dos trabalhadores.

O caput, do artigo 5º, da Constituição Federal, prescreve que todos são iguais perante a lei, sem distinção.

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

Mas será que somos mesmo?

Então por que será que o governo procurou os militares e negociou a reforma?

Por que não fez o mesmo com o trabalhador civil?

A resposta é simples: Não teve o mesmo tratamento o trabalhador civil porque porta uma ferramenta, já o militar porta uma arma. Armas derrubam governos. Militar insatisfeito coloca qualquer governo na corda bamba.

Agora você entende o porquê do Estatuto do Desarmamento? Por que o Sr. Fernando Henrique e depois o Sr. Luiz Inácio se empenharam tanto em aprovar a Lei 10.826/ 03 – Estatuto do Desarmamento?

Imagine a situação desses nobres governantes se o povo estivesse armado até os dentes, como nos USA, quando veio à tona toda a imundice de seus reinados?!

Ah! Quanto a pergunta se somos todos iguais… claro que somos! Só que uns são mais iguais que outros!

Os comentários estão fechados.