Eletrobrás compete para construir usina na Costa Rica

23/02/2011 por Roberto Infanti Deixe um comentário »

Eletrobrás compete para construir usina na Costa Rica

Empresa brasileira compete com a chinesa Sinohydro pela construção da hidroelétrica em parceria com o ICE; instituto costarriquenho pretende fazer uma represa de 100m de altura e que gerará 300 megawatts

21 de fevereiro de 2011 | 4h 20

 PEQUIM – Os gigantes do setor hidrelétrico Eletrobrás (Brasil) e Sinohydro (China) competem por colaborar com o Instituto Costarriquenho de Eletricidade (ICE) para construir uma nova usina de geração hidroelétrica no rio Reventazón, na zona caribenha a Costa Rica, informou a agência oficial chinesa Xinhua.

A fonte afirmou que qualquer das duas empresas hidroelétricas poderia ser o parceiro que o ICE necessita para realizar a represa de 100 metros de altura e que requer um investimento de US$ 1 bilhão.

A nova unidade costarriquenha pretende ter uma capacidade geradora de 300 megawatts, igualando o projeto El Cajón (Honduras), como as maiores plantas hidroelétricas da América Central.

Segundo a Xinhua, a escolha da empresa será anunciada em março e as maiores possibilidades são para que se ofereça o menor custo por quilowatt-hora.

Tanto a Eletrobrás quanto a Sinohydro contam em sua experiência com participação em projetos gigantescos como a represa de Itaipu (Brasil) e Três Gargantas (China).

A nova planta deverá começar sua atividade no primeiro semestre de 2016 e contribuir significativamente para a provisão de energia ao país até 2018, segundo o ICE que já trabalha no projeto hidrelétrico de Diquís, com uma capacidade de 631 megawatts, o maior da zona centro-americana, concluiu a Xinhua.

 



 

Os comentários estão fechados.